Juliano Son “Somos livres para Adorar”

MATERIA capa1

 

 

Juliano Son

Intensamente com Deus

Em tempos onde se vê egoísmo, violência e más notícias é possível ver pessoas a quem Deus tem levantado para fazer a diferença. Neste cenário, a Show Gospel fala da vida do ministro Juliano Son, paulistano, filho de imigrantes coreanos e conhecido por liderar o Livres para Adorar. Son vem se destacando por ter uma vida intensa com Deus, pregando a mensagem do Reino, liberdade, amor e unidade por onde tem passado. Juliano Son faz parte da liderança da Comunidade Missionária na capital paulista, onde está com sua esposa Daniele e os filhos Lucas e Filipe.

Show Gospel: Como e quando você conheceu Jesus Cristo como Senhor e Salvador?
Juliano Son: Eu O conheci no início de 2000, no dia 19 de março, em uma pequena, mas “grandiosamente amorosa” igreja em Florianópolis/SC. Depois de ser atraído ao Senhor por pessoas que O amavam, no domingo do dia 19, o poder do Evangelho, em graça, alcançou a minha vida e eu nunca mais fui o mesmo.

SG: Qual balanço vocês faz do LIVRES nesses quase quatro anos de ministério?
JS: Eu sou levado a reconhecer a graça multiplicadora do Senhor ao longo desse tempo. Reconheço que a mesma graça que multiplicou os poucos pães e peixes para alimentar e dar continuidade à vida de muitos, é aquela que fez multiplicar o pouco que tínhamos como ministério. Não tínhamos e continuamos não tendo muito, mas o pouco que temos, colocamos em Suas mãos e temos visto o Senhor multiplicar esse pouco por amor de muitos. Ele é bom!

SG: Em que contexto surge a Conferência LIVRES? Fale sobre esta visão e o que tem aprendido com ela.
JS: Em 2009, o que gerou os propósitos da conferência foi o anseio por tratar de questões centrais do Evangelho que, aparentemente, não eram muito tratados naqueles dias. Em 2010, apesar de mantermos o mesmo anseio, novos foram gerados e em meio a estes percebemos que o principal deles foi a unidade da igreja.
Quando me deparava com o texto de João 17, onde o Senhor Jesus orava ao Pai pedindo que fôssemos um, ou que a Igreja fosse uma, olhava para o contexto geral da Igreja dos nossos dias e me perguntava se o Pai já havia atendido a oração do Filho ou se ainda estava para atender. Obviamente o Pai atendeu a oração do Filho. Nunca houve uma oração que o Filho tenha feito ao Pai que não tenha sido atendida por Ele. O Pai e o Filho eram (e são) um e o Filho jamais havia pedido algo que não fosse da vontade do Pai. Eu me perguntava, justamente, por não perceber esta unidade e muito menos o desejo por unidade em alguns contextos. Mas, hoje entendo que a Igreja do Senhor sempre foi uma e sempre irá se levantar para ser uma. A Igreja do Senhor Jesus sempre desejará se unir para ser uma. E esta unidade não se trata da unidade mística ou espiritual apenas, mas é uma unidade palpável em amor. Na sequência do texto se fala sobre a unidade da Igreja ser um sinal para os descrentes. Como, porém, seria possível ver a unidade espiritual? Esta unidade não se vê! O que se poderia ver seria uma unidade nascida e mantida em amor! E vendo esta unidade em amor muitos passariam a crer na divindade de Jesus.
Quando olhamos para o que aconteceu este ano e que tivemos mais de 130 cidades brasileiras representadas (apenas um estado brasileiro não esteve presente), onde estiveram pastores e líderes denominacionais, jovens e anciãos de diversas etnias, aprendemos que a Igreja de Cristo Jesus é a expressão de um povo aberto, disponível, promotor e defensor da sua unidade. Aprendemos que a Igreja do Senhor Jesus é uma! Afinal, o Pai atendeu a oração do Filho.

SG: Além de atuar na área da música, o LIVRES dirige e ajuda a manter o Abrigo Livre Ser. Como e quando nasceu este trabalho?
JS: Começamos a trabalhar na elaboração e viabilização deste trabalho a partir do início de 2006. Depois de dois anos lutando contra o entrave burocrático, em março de 2008 recebemos as primeiras crianças. Atualmente, com uma casa, atendemos a 15 crianças e adolescentes de forma direta. Já tiveram passagem pela casa um número excedente, mas a casa tem condição de receber 15. Estamos aguardando o tempo de abrirmos outras. Além das crianças abrigadas, pessoas como familiares, outras ONGs e cooperadores são de alguma maneira alcançados pelo trabalho realizado através do abrigo.

SG: Quem são, de onde vêm e em quais circunstâncias vocês recebem essas crianças e adolescentes auxiliados pelo Abrigo Livre Ser?
JS: São órfãos, crianças abandonadas ou vítimas de abusos dos mais diversos, encaminhadas a nós pela Vara da Infância regional e dos Conselhos Tutelares. Algumas delas chegam em condições que vêm nos revelar dimensões da escuridão que são indizíveis. O que faz de nós muito felizes, porém, é o fato de podermos perceber a Luz do Senhor presente na vida das crianças, hoje.

SG: Juliano, quanto aos projetos como o LIVRESTORE e o LIVRESTUDIO, o que poderia compartilhar com os nosso leitores que não conhecem estes trabalhos?
JS: O LivreStore (www.livrestore.com) é uma ferramenta de distribuição que está nascendo onde o internauta poderá encontrar recursos e produtos que poderão ser adquiridos por meio do site. Nossos DVDs, CDs e artigos de vestuário poderão ser adquiridos de forma direta facilitando e atendendo ao pedido de tantas pessoas por onde viajamos no Brasil.
Já o LivreStudio é um projeto que está nascendo para servir as novas produções musicais cristãs em São Paulo. O estúdio foi projetado pelo engenheiro mestre Renato Cipriano da WSDG, ali gravaremos os futuros trabalhos da nossa produtora. As experiências que tivemos com estúdios e produtores brasileiros e norte-americanos de renome, ao longo dos anos, nos fizeram perceber que poderíamos de alguma maneira somar à sonoridade e musicalidade que serve a Igreja.

SG: Quais são as novidades do LIVRES nos próximos meses?
JS: Estamos lançando o nosso primeiro DVD que foi captado no Livres 2009 em São Paulo. Além da participação inédita da querida Heloisa Rosa e do ministro norte-americano, Jason Upton, contamos também com alguns recursos tecnológicos inéditos na captação das imagens e buscamos manter a sonoridade do áudio o mais real possível. Estamos lançando simultaneamente, também, um DVD das mensagens que foram ministrados no Livres 2009 por mim, pelo Dr. Russell Shedd, Pr. José Airton, Bernardo Cho e Jason Upton que também ministra  o louvor. Na sequência, pretendemos lançar todo o material da conferência, o musical e as mensagens, em Blu-Ray. E já estamos pré-produzindo o próximo CD do Livres e nos preparando para o Livres 2011, que terá pelo menos duas edições em diferentes cidades brasileiras.

www.livresoficial.com
www.twitter.com/julianoson
www.twitter.com/livresoficial

POR ELISANDRA AMÂNCIO

MATERIA capa5
MATERIA capa2
MATERIA capa3
Anúncios

1 comentário

Arquivado em Testemunhos

Uma resposta para “Juliano Son “Somos livres para Adorar”

  1. Pompilio Neto

    Realmente quando assistimos e ouvimos as canções tocadas pelo ministerio livres para adorar, somos tocados e ministrados grandimente.
    Sou um dos lideres de ministerio de louvor da R.J e sou muito tocado quando vejo e ouço vcs!!!!!!
    E levo isso pra nossa rede e Deus tem feito maravilhas em nossas viddas!!!!
    Que Deus continue abnçoando vcs!!!!
    PAz…………

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s