Traficantes farão Culto Evangélico para Deus abençoar União de Criminosos

Criminosos que fizeram churrasco por pacto de matança de policiais, agora programam culto para abençoar união da delinquência.

Por Redação OGalileo

Criminosos fizeram ameaças através de pichações em muros do bairro

A ousadia dos traficantes do bairro de Mãe Luiza, na zona Leste de Natal, surpreende a cada dia. Depois de fazerem um pacto para matar policiais militares e marcarem um churrasco de confraternização para este final de semana – em um endereço ainda não divulgado -, chegou à Polícia Militar agora que eles pretendem fazer, nesta sexta-feira (17), um Culto Evangélico para “abençoar” a união dos criminosos da região.

A informação foi confirmada por policiais militares e teria chegado à PM através de denúncias anônimas. Os traficantes estariam marcando para realizar o culto por volta das 20h, na praça pública localizada na rua João 23 – uma das mais movimentadas do bairro. Os traficantes estão unidos desde a semana passada e juraram de morte quatro policiais, sendo três deles militares e um agente da Polícia Civil da 4ª Delegacia de Polícia de Mãe Luiza.

O acordo entre os traficantes para expulsar as policiais do bairro estaria sendo costurado por “Itamar Roniclei”, um detento da penitenciária estadual de Parnamirim, na Grande Natal, e que teria sido preso por tráfico de drogas. “Ele é um dos líderes do tráfico na região e era parceiro de ‘Léo Cobra’, que já morreu. Itamar Roniclei, mesmo preso, estaria mantendo contato com as diversas gangues de Mãe Luiza e acertando essa aliança”, afirmou um dos policiais militares ameaçados pelo bandidos – nome preservado.

Policial militar confirmou as ameaças e disse não temer os criminosos

Um dos ameaçados de morte pelos traficantes, o soldado Geraldo Ferreira da Lima, policial há 21 anos, afirmou não temer as ameaças, além de não dar crédito a elas. “Quando avisam assim, é porque não tem muita coragem. O que faz medo mesmo são aquelas pessoas que chegam de forma silenciosa. Aquelas sim têm coragem de atirar”, afirmou o policial.

A informação de que os bandidos, depois de unidos, estariam se preparando para matar os policiais, foi transmitida pela Inteligência da Polícia Militar e repassada aos policiais militares pelo comando do 1º Batalhão, onde são lotados. Os supostos ameaçados são o soldado Geraldo, o sargento Aristeles, um agente da Polícia Civil que não quis se identificar e mais um outro PM que também pediu para ter o nome preservado.

Com informações Tribuna do Norte

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s