Nem cem edições do BBB superam a casa de Lourdes.

Cem edições são cem anos, um século de exibição da Big Bagunça do Boninho seria demais. Fiz um exercício nos últimos dias, evitei ler qualquer opinião de religiosos a respeito do BBB, pois as críticas dos defensores do BBB são sempre as mesmas: Católicos são atrasados, evangélicos são fundamentalistas, pentecostais são fanáticos, enfim, todos os religiosos que reprovam o BBB são rotulados com termos que tentam desqualificar a legitimidade de uma simples opinião. Então fui ler e procurar saber outras opiniões fora do arraial dos crentes. A experiência foi ótima, encontrei muitas pedras clamando. Encontrei políticos, artistas, jornalistas, formadores de opinião, todos reprovando e indignados com a depravação que está sendo veiculada no BBB.

Um dos textos que li, de Luis Fernando Veríssimo, tem uma comparação interessante, e preocupante, que mostra a decadência moral sempre antecedendo a ruína de impérios. O exemplo que ele cita remete ao império romano. Porém a história se repete e se confirma: A decadência moral invariavelmente acaba por arruinar nações, impérios, cidades, famílias. Abandone o foco na preservação de um bom caráter e o racional abandonará você, abrindo espaços para atitudes inconseqüentes e cada vez mais desmoralizantes.

A casa dos BBBs, pelo que leio, (Sei que algumas pessoas não acreditam, nestes 10 anos de exibição do programa, não consegui assistir a sequer um bloco inteiro que fosse,  e não pelo fato de ser cristão, não assisti porque não consigo engolir o que se tenta vender ali. Portanto, ler as críticas favoráveis e as contrárias a respeito do mesmo me bastam. Qualquer coisa diferente seria como as manjadas explicações: Preciso me drogar para saber como é, preciso participar de um sexo grupal para saber como é…), voltando ao tema, pelo que leio, tem de tudo na atual casa dos BBBs, taras e sacanagens para todos os gostos.

A julgar pela audiência têm gostos aos milhares para o decadente espetáculo da casa dos BBBs. Concordando com Josué, lá em casa, já decidimos, serviremos ao Senhor. Serviremos ao Senhor com 100% de santidade e perfeição? Conheço a mim e conheço os meus, é claro que não conseguiremos 100%, mas o nosso melhor, ainda que com erros e falhas, tentaremos sempre priorizar. Até porque, não estamos sozinhos. Como pastor, tenho assistido casas bem mais empolgantes que a do BBB, casas com heróis de verdade, com gente que vale minha audiência, ligação e acompanhamento. Uma dessas casas é a da Lourdes.

Lourdes é uma senhora que conheci este final de semana em Aracaju. Depois de ministrar num culto, me apresentaram a ela e a seu filho, um garoto com 25 anos de idade, imobilizado numa cadeira de rodas. Há 4 anos ele sofreu um acidente quando andava com sua bicicleta. Perdeu grande parte de sua massa encefálica e os médicos deram para ele um mínimo de 6 meses em coma na UTI, 3% de chances para viver e, portanto, nada de esperança. A irmã Lourdes não se entregou. Orou, clamou, confiou. Em 20 dias o filho dela saiu do coma e da UTI, desde então todos dizem, inclusive os médicos, que ele ressuscitou.

Irmã Lourdes tem 2 filhos. Não tem os braços de um marido para ajudar. Há quatro anos cuida de seu filho que está pesando 80 quilos, dando banho, trocando-o após suas necessidades, alimentando-o, dando-lhe afeto e muito amor. Sua vida, há quatro anos, é cuidar de um homem com 25 anos. E o faz sem grandes recursos, enfrentando a realidade das necessidades diárias de um dos bairros mais pobres de Aracaju. Mas irmã Lourdes faz tudo isso com alegria, tudo que ela fala é colado no seu lindo sorriso de mãe. Ao final, sem esboçar qualquer desânimo, com fé afirmou: Pastor, eu vou ver meu filho entrar por esta igreja andando, sem cadeira de rodas!

Existem histórias reais como a da irmã Lourdes por todo o Brasil. Pode ter uma Lourdes aí, bem perto de você. Histórias reais, de pessoas reais, com esperanças num prêmio real, o prêmio da vocação em Cristo. Podem encher a casa do BBB do que quiserem, gays, lésbicas, travestis, transexuais, héteros, machos e fêmeas de todos os tipos, eles nunca serão páreo para a casa da irmã Lourdes, é para lá que quero olhar! É para a casa de heróis anônimos, de gente que madruga para lutar pelo pão, de gente que leva a sério a missão de comunicar valores eternos para seus filhos. Quero olhar para as casas que Deus olha, onde habitam pessoas com coração contrito e quebrantado, pessoas que Deus livrará dos paredões da vida para as colocar na cidade santa.

Se colocarem restos de comida, cascas apodrecidas de frutas, arroz azedo e feijão com bicho no seu prato você não vai comer, certo? E não vai comer pelo simples fato de que você não come lixo. Então por que alimentar seus olhos com lixo? Em Apocalipse 3.18 a igreja de Laodicéia é alertada para usar colírio a fim de enxergar realidades espirituais. Que tal adquirir e usar tal colírio? Se você o fizer, veja o resultado: Os teus olhos verão o Rei na sua formosura, e verão a terra que está longe. Isaías 33.17. A Bíblia tem o poder de abrir os olhos, a mente e o coração. Olhe a sua volta, têm muitas casas como a da irmã Lourdes clamando por sua audiência.

Paz!

Pr. Edmilson Mendes

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s