Paula White quebra o silêncio e fala sobre o divórcio e Benny Hinn

A Pastora Paula White quebrou o silêncio na noite de quinta-feira, abordando todos os escândalos que tem sido associados a ela desde seu divórcio em 2007.

“Nós estamos deixando nosso cabelo crescer,” White disse a milhares de pastores na Pastors and Leadership Conference 2011, em Orlando, na Flórida. “Eu não estou aqui para parecer bonitinha … eu vim deixar que o diabo saiba … eu sou mais forte do que eu nunca fui.”

Embora a mensagem de duas horas começou com mensagens de encorajamento e de notas de afirmação para os líderes participantes que podem estar enfrentando desafios ou oposição, até o final da noite, era evidente que a pastora carismática e popular também fora pregar para si mesma.

“Eu tenho uma palavra para aqueles que têm todas as chances contra eles”, ela pregava. “Você está prestes a obter a sua revanche.”

“O inimigo estrategicamente conspirou contra você, caçou voce como uma presa fácil, começou a destruí-lo, tentaram destruir sua mente, destruir seu coração, arruinar a sua família, levar o seu ministério, arruinar sua reputação … e ele pensou que tinha vocês. Ele armou para voce e achou que é isso que iria matá-lo.

“Eu vim para colocar todos os demonios de sobre aviso… Eu estou começando o meu sonho de volta, eu estou recebendo de volta a minha profecia, eu estou recebendo a minha visão de volta, eu estou recebendo a minha unção de volta, eu estou recebendo a minha força de volta. ”

White, que se refere a si mesma como “a ex menina desarrumada de Mississippi,” disse ao público que ela estava “muito vulnerável e muito aberta” naquela noite.

Antes de recordar seu tumultuado passado recente, ela lhes disse: “Eu acho que é hora de pararmos de ser hipócritas no púlpito. … Eu acho que é hora de nós tirarmos a máscara para esta geração e mostrar-lhes que temos a mesmas questões e as mesmas lutas”.

“Nós (sic) iremos a público com todas as nossas coisas. Alguém tem que cair na real na igreja agora.”

Ela fez exatamente isso, abrindo-se sobre as pressões que se acumulavam e as crises em sua vida que a mídia estava devassando.

Tudo começou em 2004, quando a Receita Federal iniciou uma investigação de nove anos sobre as finanças pessoais e organizacionais de White e seu então marido, Randy.

Apenas dois anos antes, em 2002, White havia escrito em seu diário: “Eu estou vivendo o céu na terra. A vida não pode ficar melhor.”.

“Estou acima da luta e sob o radar. Amo meu marido e meu marido me ama. E o que fazemos. As crianças estão fazendo o bem. E milhões de dólares no banco. Não estou doente”, lembra o sentimento do momento.

White subiu para proeminência como uma pregadora, palestrante motivacional, autora e personalidade de TV após a co-fundar o que hoje é Igreja Internacional Without Walls com o marido e começar seu próprio ministério.

Ela estava vivendo sua vida de sonho, como descreveu aos pastores na conferência de Orlando.

Mas depois que a investigação do IRS começou, ela passou a enfrentar desafio após desafio até o ponto em que quis e até tentou parar.

“Você pode lidar com algo que seja por um breve período. Mas como faço para louvá-Lo, quando os meus dias se transformam em semanas e as semanas se transformam em meses e meses se em anos e os meus anos se transformam em décadas?” disse ela. “Como faço para louvá-Lo sob aquela pressão contínua? Esse tipo de pressão acaba com voce.”

Listando os inúmeros julgamentos que passou, White disse que sofreu uma crise de meia-idade, a fadiga da compaixão, seu amigo sendo falsamente acusado e enviado para a prisão, um acidente vascular cerebral, a dependência ao medicamento de prescrição que lhe foi dado após seu acidente vascular cerebral e problemas em seu casamento.

Continuando, acrescentou que sua equipe de funcionários da igreja dividira-se ao meio e algumas pessoas acabaram indo à mídia contra a Família White.

Ela reforçou que os artigos escritos com base em alegações da equipe antiga da igreja foi “na maior parte, totalmente infundados” e “mentiras”. Os White foram acusados &S203;&S203;de ser tudo sobre dinheiro e fama.
Também declarou que o pessoal se voltou contra a igreja, porque esta não poderia “fornecer ao pessoal o estilo de vida que eles estavam acostumados.”
Os problemas da família foram adicionados quando White descobriu que seu filho tinha um vício de drogas e era abusado sexualmente por um funcionario de sua casa. Ela então teve que experimentar a dor de sua filha lutando contra um câncer cerebral. Sua filha, Kristen, morreu em 2008 aos 30 anos.

No meio de tudo isso, White disse que ela estava sendo pressionada para pregar e profetizar e cumprir o seu papel na igreja.

“[Bispo] Randy, Pastora Paula, me dêem uma palavra, casem-me, me enterre, pague estas contas, profetize. Porque você não está fazendo isso? Por que não é como costumava ser? Nós não gostamos da música. Temos de deixar a igreja, pois você não sabe os nossos nomes e você não veio comer lasanha conosco”, disse ela, imitando as demandas e as críticas que ela foi encontrando.

White observou que foi sob “esse tipo de pressão” e “em um momento realmente fraco” que ela e o marido tomaram a decisão de se divorciar em 2007. A separação foi amigável.

Segundo White, seu marido se fechara para ela. Enquanto ela viajava pelo mundo pregando, ela ponderava: “Por que eu posso ganhar o mundo e não ir para casa e ganhar aquele que eu amo?”

Ela lembra uma vez em que Randy a levara para um quarto escuro, colocou uma máscara nela, a vez girar e disse-lhe para encontrar seu caminho para fora. Em lágrimas, White disse que ficou lá por meia hora, com medo e gritando com ele. Ele tirou a máscara e disse-lhe que era assim que ele se sentia sobre o que estava passando.

Quando os dois anunciaram sua separação, Randy havia concordado em assumir a responsabilidade. E “Deus me disse para ficar de boca fechada”, disse ela.

Randy, que já não é co-pastor da Without Walls, está agora escrevendo um livro, ela observou.

Mas ela acrescentou: “Estou orgulhosa dele. Ele nunca desistiu …. de Deus ou qualquer outra coisa.”

Os julgamentos continuaram mesmo após o divórcio, quando White e o tele-evangelista Benny Hinn foram fotografados no último verão pelo “National Enquirer” saindo de um hotel em Roma, de mãos dadas. Eles foram acusados &S203;&S203;de ter um caso e estarem compromissados.

Na quinta-feira, White negou categoricamente que ela tenha tido um caso.

“Eles vão falar sobre você e escrever … porque isso vende revistas ralé”, disse ela. “Eles vão mentir sobre voce, mas Deus vai lhe dizer para manter a boca fechada.”

Houve também o chamado inquérito Grassley. O senador Charles Grassley lançou uma investigação no Senado em 2007 em seis ministérios influentes, incluindo o de White, após denúncias de gastos opulentos e eventual abuso do estatuto de organização sem fins lucrativos.

A ação chegou ao fim em janeiro deste ano. Com pouca cooperação da maioria dos ministérios, que chamoram a investigação de um ataque à sua liberdade religiosa e aos direitos de privacidade, o escritório de Grassley foi incapaz de fazer qualquer conclusão sobre os gastos dos ministérios e não aplicou nenhuma penalidade.

White interpretou que seu ministério fora julgado inocente.

“A igreja precisa reconhecer, deve-se agradecer aos seis ministérios pelo o combate para o Corpo de Cristo e dizer ‘nós não vamos deixar você ditar a nós como interpretar as Escrituras” e você não pode dizer-nos, “porque Jesus montava um burro”, porque se você começar a contar-nos como interpretar as Escrituras de uma maneira, você vai nos dizer como interpretá-la em todos os sentidos”, disse White em frustração. Grassley se referia à entrada humilde de Jesus em Jerusalém para fazer o ponto que os ministros de hoje realmente não precisam de Bentleys e Rolls-Royce para difundir o Evangelho.

“Eu prego em países que se eu disser que ‘Jesus Cristo é o único caminho, a verdade e a vida’, eles vão me prender. E não pense que a América está tão longe. A não ser que o povo da justiça se levante e diga ‘nós não vamos permitir isso, porque você não pode tomar o que é o nosso direito da Primeira Emenda. Você não pode fazer isso! ” White afirmou. “Nós pagamos impostos. Trabalhamos duro. Fazemo-lo através dos livros. Temos integridade. Mas você está indo fazer uma miséria pública e mexendo com isso como se algo estivesse errado!”

Sublinhando que a sua igreja doou US$ 9 milhões para a missão em janeiro de 2007, construiu centros de educação no Paquistão, financia estudantes na faculdade, alimenta milhares a cada semana, e ajudou a transformar incontáveis &S203;&S203;vidas, White disse: “Você está falando sério? Quer brigar por $ 50.000 quê? Desculpe-me? “

Seu longo e emocional depoimento foi recebido com aplausos e apoio dos pastores na sala de conferência em Orlando.

Embora na época ela se perguntava se seria capaz de superar as provações, ela agora diz que o que o diabo quis para o mal, Deus virou em trabalho para o bem.

“Deus usa todos os inimigos, todas as ações, cada mentira, cada traição, todos os quebrantamentos”, ressaltou.

“Não é o fim. Eu dei a minha volta por cima. Essa é a minha mensagem.”

A Conferencia Pastores e Liderança, de três dias, organizada pelo Bispo TD Jakes, termina hoje.

Fonte: Christian Post

Via: www.guiame.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s