Arquivo do mês: maio 2011

Tatuagem de Jesus de Justin Bieber É Símbolo Poderoso, Diz Ministro da Igreja

Por Josephine Vivaldo|Christian Post Correspondent
Traduzido por Amanda Gigliotti

Justin Bieber foi pego recentemente com uma tatuagem com o nome de Jesus em hebraico debaixo do seu braço. Mas pode um garoto de 17 anos e estrela cristã com orgulho ter uma tatuagem? Não vai isso em contra da fé de Bieber?

Um pastor acha que a tatuagem de Bieber não somente é OK como também é uma poderosa maneira de falar ao mundo “Eu sigo Jesus.”Durante as férias recentes de Bieber com a namorada Selena Gomez no Hawaii, fotos do jovem casal apareceram na Web, revelando a mais nova tatuagem de Bieber de uma inscrição em hebraico que se lê “Yeshua,” que significa Jesus, verticalmente feita na porção superior de sua caixa torácica ao lado esquerdo.

Com a sensação pop sendo um cristão declarado, suas tatoos tem gerado debate sobre se pintar o corpo não seria contra as Escrituras. O Pastor Kyle Steven Bonenberger da City Church em Anaheim, Califórnia, não vê nenhum problema nisso.

Bonenberger, que fez a sua primeira tatuagem do logo de sua Igreja, reconheceu que o principal argumento cristão é o versículo popular de Levíticos que diz que as pessoas não podem marcar seus corpos. Mas o pastor de 27 anos disse ao The Christian Post, “Levíticos não se trata sobre não marcar o corpo, mas isso é mais sobre fazer coisas relacionadas à práticas de seita de hoje.”

No ano passado, como um memorial para a City Church, frouxamente afiliada à Igreja Reformada da América, ele disse aos seus fiéis que se a Igreja dobrasse o número de atendentes naquele aniversário de um ano, ele iria fazer uma tatoo de logo.

Depois de chegar ao seu objetivo ele fez a tatuagem e seis outros congregantes foram na fila para fazer uma também.

Tatuagens para o pastor se trata de um memorial, disse ele ao CP.

“Eu trato isso como um memorial. No livro de Joshua mais e mais pessoas de Deus fazem memoriais para se lembrarem de algo que Deus fez em suas vidas, então para mim; uma que eu tenho no meu braço agora mesmo, é o logo da Igreja. Esse é um memorial que Deus me deu.”

Ele planeja fazer mais uma com o nome de sua esposa em seu dedo anular porque “algumas vezes eu não gosto de usar anel de casamento,” disse ele rindo. Ele acrescentou, “é também um memorial de meu amor por ela.”

Fora isso, ele não pretende ter mais porque isso não é ele, e também dói.

Ele enfatizou que antes dos adolescentes fazerem tatuagens, eles devem perguntar aos seus pais primeiro e se eles não derem permissão, da mesma maneira que eles querem proclamar sua fé, é melhor obedecer seus pais, acima de tudo.

Ele assumiu hipoteticamente que a mãe de Bieber aprovou sua tatoo e se esse é o caso, ele é bem favorável de sua decisão, especialmente considerando que Bieber é uma das maiores celebridades no mundo.

“Justin Bieber, ele é provavelmente indiscutivelmente uma das maiores celebridades do mundo neste momento. Eu penso em seu caso, é uma maneira poderosa de dizer ‘eu sigo Jesus.’”

No ano passado, o nativo do Canadá foi pego com sua primeira tatoo de um pássaro em seu quadril. Segundo as informações, fazer uma tatuagem foi uma tradição familiar comemorando o 16° aniversário de Bieber.

De acordo com a MTV, o tatuador é amigo de longa data do pai de Bieber.

Especula-se que o vencedor de seis Prêmios de Música do Billboard fez sua tatuagem em uma recente viagem à Israel durante seu tour “My World” em abril, mas nada foi confirmado.

“é fantástico se os jovens cristãos tem tatoos cristãs, mas eles têm que ter o OK de seus pais primeiro,” enfatizou Bonenberger

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Música Católica se inspira no Gospel e ganha mercado

O crescimento da música gospel tem encorajado os católicos a investir na área, enquanto o “boom” das bandas evangélicas começou na década de 90, o movimento católico carismático ganhou fôlego em 2000 com o sucesso de álbuns gravados por padres, como por exemplo, o padre Marcelo Rossi.

Mas hoje esse cenário é divido por bandas e cantores solos que juntos com os sacerdotes da Igreja Apostólica Romana desenham o cenário da música católica colocando vários CDs entre os mais vendidos do Brasil.

Para se ter uma ideia, em 1998 o padre Marcelo Rossi lançava seu primeiro CD, “Músicas para Louvar ao Senhor”, disco que vendeu mais de 3,3 milhões de cópias.

De acordo com a lista da Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD) de 2008 o Padre Fábio de Mello foi o cantor brasileiro que mais vendeu álbuns no Brasil, alcançando o topo do ranking com o CD “Vida”, lançado pela Som Livre.

Outro exemplo do crescimento deste segmento da música são os artistas da Canção Nova, empresa que faz parte do Sistema Canção Nova de Comunicação, que venderam 998.755 CDs e 258.849 DVDs entre 2009 e 2010. Os cantores de maior sucesso desta gravadora são Salette Ferreira, Dunga e Eliana Ribeiro.

Engana-se quem pensa que esses músicos têm objetivos diferentes dos nossos, a música para eles também serve para animar as reuniões, louvar a Deus e também para fazer evangelismo e levar palavras de encorajamento.

Inclusive, é possível encontrar entre esses louvores que fazem sucesso nas missas, muitas canções que também são cantadas nas igrejas evangélicas, letras de grupos como Diante do Trono, Cassiane e Aline Barros já foram até regravadas por representantes da Renovação Carismática, mostrando que a música pode unir esses dois mundos.

Hoje os cantores católicos juntamente com os artistas do gospel são os que mantêm a indústria fonográfica no Brasil em atividade, tanto que gravadoras seculares passaram a contratar artistas dos dois times.

Essas contratações fazem com que muitos desses cantores tenham a oportunidade de participarem juntos de um mesmo evento. Prova disso foi a participação em conjunto da pastora Ludmila Ferber com o Padre Fábio de Mello durante o Programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, que foi ao ar no ano passado.

Fonte: Gospel Prime

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Jean Wyllys, Marco Feliciano, Jair Bolsonaro e outros: Repercussão e opiniões sobre o veto ao Kit Anti-homofobia

Enquanto alguns comemoram, outros lamentam o veto ao kit anti-homofobia. Neste dia 25 de maio todo o conteúdo do chamado kit gay foi proibido pela Presidente após analisar e tomar conhecimento da forte pressão que a Bancada Evangélica fez.

Um dos primeiros a se pronunciar contra a decisão foi o ex BBB e hoje deputado Jean Wyllys. O militante gay classificou em seu Twitter como chantagem as medidas tomadas pela Bancada Evangélica e mandou um recado para a Presidente: “Ceder à chantagem – não há outro nome – dos inimigos da cidadania plena é fazer, de seu mandato, um lamentável estelionato eleitoral. O que LGBTs e pessoas de bom senso esperavam da senhora, presidenta, era um mínimo de espírito republicano e vontade de proteger a TODOS”. Wyllys também sugeriu a homossexuais um boicote a Presidente Dilma nas próximas eleições: “Então, espero que, na próxima eleição, presidenta, os LGBTs despertem sua consciência política e lhe apresentem também sua fatura: não voto!”Já o Deputado Pastor Marco Feliciano, diretamente ligado a luta da Bancada Evangélica contra o kit gay, afirmou que sofre perseguições por defender certas bandeiras, sendo chamado junto com outros deputados de fundamentalista e medieval: “Estamos lutando, sofrendo ataques e sendo acusados de homofóbicos”. O Pastor também classificou como gratificante “ver a unidade das frentes, católicos, evangélicos, todos juntos por um bem comum” e finalizou: “Merece um Glória Deus!”

O presidente da ONG Ação Brotar pela Cidade e Diversidade Sexual (ABCD’S), Marcelo Gil, reprovou a atitude da Presidente Dilma: “É um retrocesso na caminhada pelos direitos dos homossexuais. É também uma forma de maquiar a homofobia nas escolas”. A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) declarou em nota oficial que “com a suspensão do kit, os jovens alunos e alunas das escolas públicas do Ensino Médio ficarão privados de acesso a informação privilegiada para a formação do caráter e da consciência de cidadania de uma nova geração”.

O polêmico deputado Jair Bolsonaro se mostrou feliz com a suspensão do kit anti-homofobia: “Veio bastante tarde, mas vou ser obrigado a elogiar a Dilma”, ele acredita que o material na verdade faz apologia a homossexualidade: “Esse material todo foi confeccionado por grupos LGBT. Você acha que grupos LGBT vão querer acabar com o homossexualismo nas escolas ou vão querer ter mais gente no time deles?” Jair se diz preocupado com o efeito que o kit gay faria nas crianças: “Imagina essa garotada vendo os filmes, ia ter menino chegando em casa, o Pedrinho chegando em casa: ‘Papai, to namorando o Joãozinho’ e o pai: ‘o que é isso?’ ‘não, eu vi num filme que diz que menino que namora menino tem 50% mais de chance de ser feliz do que menino que namora menina’. Fica difícil você aceitar um material dessa natureza.”

No último domingo, 22 de maio, o programa Domingo Espetacular da TV Record exibiu uma reportagem especial sobre o kit gay com a opinião de diversos especialistas, populares e pessoas ligadas a confecção do material teoricamente anti-homofobia.

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Pastor Silas Malafaia quer boicote às comemorações do Centenário da Assembléia de Deus feitas pela CGADB

O pastor Silas Malafaia volta a usar seu programa para denunciar as intenções da Convenção Geral das Assembleia de Deus do Brasil (CGADB) e também da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), que estão organizando eventos paralelos ao da Igreja Assembleia de Deus do Belém que completa 100 no próximo mês.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo lembrou que a igreja presidida pelo pastor Samuel Câmara é a única igreja das ADs que está completando 100 anos.

O problema é que a CGADB está organizando eventos uma semana antes da programação oficial, para Malafaia o objetivo da convenção geral é atrapalhar os eventos oficiais com o sentimento movido por interesses políticos.

Aos membros e pastores da Igreja no estado do Pará, o pastor Silas Malafaia mandou um recado pedindo para que eles só participem da programação que acontecerá entre os dias 16 e 18 de junho. Que são os eventos oficiais.

“Não participe dessa baixaria nojenta, esses homens não honram a igreja, honram seus cargos,” disse o apresentador do Vitória em Cristo.

Além do ex-vice-presidente da CGADB os vereadores da cidade de Belém também se manifestaram contra a convenção emitindo na semana passada uma nota de repúdio, condenando a atitude de criar eventos paralelos para impedir os membros e líderes de participarem do evento oficial.

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Muller diz que não deixou de acreditar em Deus e nega que esteja falido

O ex-jogador de futebol e atual comentarista, Muller, afirma que as reportagens que saiaram recentemente, falando que ele estava passando por problemas financeiros, foram sensacionalistas.

A matéria foi ao ar pela TV Record e vários outros veículos retransmitiram, dizendo que o ex-atacante do São Paulo estava desempregado e vivendo no ostracismo. De acordo com essa reportagem Muller estava morando de favor na casa de um amigo.

Muller chegou a ser pastor evangélico e por esse motivo muito se falou de que ele chegou nessa situação financeira por dar muito dinheiro para a igreja. Hoje ele não é mais pastor.

Ao portal de esportes da UOL o comentarista do Sportv diz que está bem e que ainda frequenta uma igreja mas não tão ativamente como antes.

“Houve sensacionalismo. Estou bem sim. Alguns começaram a pensar que eu não tinha nada, o que não é verdade. Já ouvi também que a Globo acertou comigo só para me ajudar. Mas eu já tinha recebido convite da Globo há um ano. Acertei porque me sinto bem comentando na Globo e não por desespero”, disse.

Sobre a sua fé ele diz: “Não estou participando ativamente como antes, mas continuo com os princípios religiosos. Não tem qualquer relação com perda de dinheiro.”

Fonte: Gospel Prime

Com informações Uol

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Vânia Souza comemora sucesso após vitória em programa do SBT

A grande campeã do quadro “Tem um cantor Gospel lá em casa”, Vânia Souza não esperava uma mudança tão rápida em sua vida. A paulistana que emocionou o Brasil com sua voz afinada e seus agudos trabalhava numa loja como vendedora e seguia sua rotina quando seu irmão, após ouvir falar do concurso, a incentivou para gravar um vídeo de 1 minuto.

Com exclusividade ao Guia-me, o novo nome em destaque da música gospel brasileira fala sobre a preparação para o programa e os projetos futuros. Confira:

Guia-me: Quando você decidiu se inscrever para o quadro “Tem Um Cantor Gospel Lá Em Casa”, do programa da Eliana, como a tua família, os teus amigos (da igreja ou não) reagiram?
Graças a Deus, tenho uma mãe e seis irmãos maravilhosos e amigos verdadeiros. Então, eu juntamente com meu irmão mais velho fiz o vídeo, logo após anunciei, e todos se alegraram, acreditaram em mim até o ultimo momento e estiveram ao meu lado. Mas é claro que o mais importante para mim nesta festa vitoriosa era a presença do meu melhor amigo, que sempre foi o motivo por eu nunca ter desistido dos meus sonhos. A Jesus toda a honra e a glória.

Guia-me: O tempo de cada apresentação parecia ser mais “reduzido” para calouros (devido ao grande número de inscritos no concurso). Houve uma preparação mais específica para que você conseguisse mostrar o seu talento em um formato menor em cada música?
Juntamente com a banda ensaiei o trecho que dava mais ênfase ao coro, tentamos explorar o máximo possível em um curto tempo.

Guia-me: Na final, após a sua apresentação, o jurado Arnaldo Sacomani assumiu ter se emocionado com a sua performance e a sua voz. O que você sentiu nesse momento?
Eu creio que a unção de Deus estava presente naquele lugar, e ver um dos jurados mais respeitados pelo Brasil se emocionando, foi realmente a prova das promessas de Deus na minha vida.

Guia-me: Agora você está de contrato assinado com a MR1 e a gravação de um novo CD pela frente (premiação da equipe do Salão Internacional Gospel. Quais são as suas expectativas quanto a esse novo trabalho?
Acredito que foi uma grande parceria, e através desse trabalho, eu juntamente com a MR1 vou levar a toda nação o nome de Jesus, através de louvores com muita unção.

Guia-me: O que você diria para os cantores que estão começando agora e ainda sonham com uma carreira promissora na música cristã?
Meus queridos amigos e irmãos, nunca desistam dos seus sonhos, porque foi sonhando que José teve a vitória e no Egito foi governador. Eu sonhava assim como José e muitos até mesmo zombavam dos meus sonhos, mas Deus deu a minha vitória em seu tempo, e está realizando o desejo do meu coração.

Por Pollyanna Mattos
Com colaboração de João Neto

Fonte: http://www.guiame.com.br

Via: http://www.guiame.com.br
Acesse: http://musica.guiame.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Justiça manda fechar principal entrada da Igreja Mundial no Brás – SP

A Justiça de São Paulo determinou ontem o fechamento da entrada principal da Igreja Mundial do Reino de Deus no Brás, na região central de São Paulo. O acesso pela Rua Carneiro Leão, que fica na frente de um condomínio onde moram cerca de 2 mil pessoas, será lacrado. As entradas pelas Ruas Visconde de Parnaíba e Caetano Pinto só poderão funcionar por mais 90 dias. Depois, o templo deve ser fechado para obras solicitadas pela juíza Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi, da 13.ª Vara da Fazenda Pública.

O templo, que reúne até 15 mil pessoas em cultos nas manhãs de domingo, havia sido reaberto por determinação da mesma juíza em 14 de dezembro. Agora, ela argumenta em sua sentença que as obras solicitadas no templo e o limite para a presença de 8 mil pessoas não foram cumpridos. A igreja também não faz nada para coibir o comércio ilegal no entorno, segundo a juíza. Procurados ontem, representantes da Mundial não quiseram comentar a sentença.

Outra determinação da juíza foi para que nenhum culto tenha início antes das 9h. A sentença foi emitida após o Ministério Público enviar parecer à Justiça no qual diz que o templo emite ‘ruídos insuportáveis’ aos vizinhos, que chegaram a registrar em vídeos e fotos a lotação e a falta de saídas de emergência, como revelou o Estado no ano passado. ‘Só esperamos que agora essa decisão não seja revertida’, afirmou ontem Carlos Armando Botinni, engenheiro de 52 anos e vizinho da igreja.

Fonte: Estadão

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos