Terceiro País da América Latina: Brasil Aprova União Homossexual, Guerra Cristãos vs Gays

Por Amanda Gigliotti|Repórter do The Christian Post

O Supremo Tribunal Federal decidiu por unanimidade a favor da legalização da união homossexual no Brasil, reconhecendo a união entre gays como uma “entidade familiar.”

homossexuais

(Foto: Creative Common by Apenas Imagens 2 / Marília Almeida)
O Supremo Tribunal Federal decidiu por unanimidade a favor da legalização da união homossexual no Brasil, reconhecendo a união entre gays como uma “entidade familiar,” nesta quinta-feira, 05 de maio de 2011.

O julgamento durou cerca de dez horas, começando na quarta-feira e encerrando nesta quinta-feira, com voto de nove ministros.

A decisão abre um precedente nacional onde juridicamente os gays podem se casar com um união estável reconhecida pela justiça, garantindo direitos comuns a casais heterossexuais como pensão, herança, comunhão de bens e previdência.

O ministro Carlos Ayres Britto, relator da ação que resultou na equiparação dos direitos ao dos casais homossexuais com os casais heterossexuais, disse que a partir de agora “A equiparação é completa.”

“Todos os direitos dos heterossexuais valem para os homossexuais.”

A aprovação vem depois de intensa resistência por parte da Igreja católica e protestante, bem como da bancada evangélica.

A Convenção Nacional dos Bispos do Brasil, uma entidade católica, apresentou defesa no julgamento. O advogado da CNBB, Hugo Sarubbi Cysneiros expressou na defesa que o reconhecimento de uniões estáveis já era tratado de forma “clara e evidente” na Constituição.

“A lei diz que a família se dá pela convivência entre homem e mulher. Não há nada que ser interpretado. Não consigo conceber porque a expressão ‘homem e mulher’ tenha que ser discutida,” alegou o advogado.

E acrescentou, “O fenômeno homossexual sempre existiu e a Igreja [Católica] reconhece que é um fato e o próprio Catecismo prega o respeito a essa situação. Mas [a união entre gays] não é família, porque a Constituição diz que não é.”

De acordo com o Censo Demográfico 2010 do IBGE, o país tem mais de 60 mil casais homossexuais.

O deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ), que defende a causa homossexual e acompanhou o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) comemorou nesta quinta-feira, em sua página na rede de microblogs Twitter, a decisão favorável aos homossexuais.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s