WikiLeaks: Estados Unidos afirma que a Igreja cubana capitulou o governo

WikiLeaks 250x181 WikiLeaks: Estados Unidos afirma que a Igreja cubana capitulou o governo

Para o governo dos Estados Unidos, a libertação dos presos políticos está difícil de ser intermediada devido às capitulações pela Igreja Católica em Cuba. Essa á uma informação oriunda de documentos revelados pelo WikiLeaks.

“A estratégia da Igreja Católica é capitular às posições do governo cubano, com antecedência se possível”, apresenta um documento assinado por Jonathan Farrar, diretor da Seção de Interesses de Washington em Havana (SINA).

“Do cardeal Ortega às freiras das províncias, a Igreja evita desafiar o governo cubano. O temor de provocar revolta reduz seus programas a trabalhos limitados, como o cuidado de enfermos mentais”, afirma um telegrama.

Ortega, ao ser questionado por Farrar sobre a política relacionada os presos políticos, teria afirmado que a “Igreja prefere interceder ante as autoridades nos bastidores”.

“Ele opina que a Igreja é uma das poucas instituições capazes de interceder, mas em voz baixa, com o governo cubano sobre estes assuntos. É difícil julgar com que frequência ou a eficácia desta intervenção”, afirma um telegrama.

A igreja voltou a ocupar espaço no cenário cubano, após décadas de problemas com o governo comunista, por ter sido reconhecida como “interlocutor” e tem trabalhado ativamente na soltura dos presos políticos.

Fonte: Gospel Prime

Com informações extraídas de AFP

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Testemunhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s